Pódio da Olimpíada de Tóquio é feito com resíduos plásticos e impressão 3D

Os vencedores dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020 vão subir em 98 pódios feitos com resíduos de plástico doados pela população japonesa. Coube ao artista Asao Tokolo projetar como seria o espaço, produzido com tecnologia de impressão 3D com 400 mil garrafas de sabão em pó coletadas (24,5 toneladas) em lojas e escolas de todo o país durante nove meses.

A iniciativa foi a forma encontrada para envolver as pessoas em seu dia a dia no plano de sustentabilidade do evento. Aparelhos eletrônicos antigos também foram doados para serem transformados nas medalhas olímpicas.


“Os pódios foram criados com o objetivo de mostrar ao mundo as diferentes formas de se realizar uma sociedade sustentável e engajar toda a população do Japão no processo de produção de pódios em uma estreia de Jogos históricos”, explicam os organizadores ao site "Dezeen".



Cada pódio foi construído com uma série de pequenos módulos em forma de cubo impressos em 3D, que foram conectados para formar os três pedestais tradicionais. Para os jogos Paraolímpicos, eles podem ser transformados em uma plataforma achatada e acessível.


Agora, uma versão com distanciamento social está sendo projetada para se alinhar com o recém-declarado estado de emergência decretado no Japão por conta da Covid-19.


"A maioria dos pódios emprega embalagem em seu design. Mas em vez de cobrir a plataforma com alguma estampa decorativa, nosso pódio é baseado na filosofia dos cubos, que formam a própria estrutura", diz Tokolo à publicação.


Os módulos foram renderizados na mesma tom de azul do logotipo Tokyo 2020. "O pódio parece diferente dependendo da quantidade de luz emitida sobre ele, então estamos ansiosos para ver como ficará perto de uma piscina onde a luz reflete contra a água", vibra o artista.


Os anéis olímpicos na frente dos pódios são feitos em alumínio reciclado, originalmente usado para formar um alojamento temporário para desabrigados pelo grande terremoto no leste do Japão em 2011.


O Comitê Organizador de Tóquio 2020 definiu metas para reutilizar ou reciclar 65% de todos os resíduos gerados durante a operação dos Jogos e 99% de todos os itens adquiridos para os jogos.

#euconstruindo

Fonte: Casa Vogue

0 visualização0 comentário