Zaha Hadid Architects projeta par de arranha-céus futuristas unidos por um terraço verde na China


Não é de hoje que a China surpreende com construções futuristas que parecem ter saído de um filme de ficção científica. O novo projeto revelado pelo escritório Zaha Hadid Architects deve se juntar a esta lista. O renomado grupo de arquitetos está trabalhando em um par de arranha-céus que vão se conectar por meio de terraços arborizados. Projetada para um novo centro financeiro da cidade de Shenzhen, a Torre C, como é denominada a construção, deve atingir 400 metros de altura e se tornar um dos prédios mais altos da cidade.


Com uma estrutura de vidro ondulada, a Torre C deve combinar uma proposta futurista com um conceito sustentável. Os dois arranha-céus que formam a estrutura serão conectados por terraços com árvores e jardins aquapônicos, que combinam técnicas de agricultura tradicional com hidroponia. A ideia é fazer com que esta área do edifício seja parte de um parque local e se torne um novo espaço público da cidade.


O edíficio será construído com materiais reciclados ou itens que possuem baixos níveis de carbono incorporado. Além disso, para reduzir os gastos com energia, o prédio foi pensado para contar com grandes vidraças que permitirão a entrada de luz e ventilação natural. Já para incentivar que as pessoas utilizem menos carros, o prédio terá ainda espaços de armazenamento de bicicletas e conexão direta para a rede de metrô da cidade.


#euconstruindo

Fonte: Casa Vogue

1 visualização0 comentário